Tire dúvidas pelo Whatsapp
(19) 98295 8906 - 24h      Agende!

Rua Bárbara Blumer, 204 Sala 06. Vila Santana. Sumaré/SP

Atendimento de Segunda a Sábado
das 08h00 às 22h00.

Felicidade. Harmonia. Autonomia.

O meu trabalho é o mais chato do mundo!

As pessoas hoje, em grande maioria, trabalham como escravas por não fazerem o que amam. Elas chegam no trabalho sonhando com o horário do almoço. E começam a Segunda-Feira com a vontade de que fosse Sexta. Assim, vivem como escravas do relógio que deve passar rápido para que curtos momentos da vida sejam aproveitados. O trabalho é tortura e não ofício. Assim, não dá.

Por isso é muito importante você fazer a reflexão: eu trabalho com o que amo? Eu chego no trabalho com o prazer de aproveitar o dia, ou só quero que ele acabe logo?

Já recebi muitos casos de pacientes que ficaram doentes devido à opressão do trabalho, à grandes cargas de ansiedade, coordenadores rudes e uma cultura organizacional que não preza pelo bem dos colaboradores, mas sim pelo lucro pura e simplesmente ou pelo ego de superiores. Então, não dá para deixar o bem-estar e a saúde de lado por conta de trabalho. Sua vida em primeiro lugar.

Lembre-se que a vida é passageira, e o trabalho ocupa um grande percentual do seu tempo de vida. Não se deixe enganar pelo salário, ou pelas promessas de um super cargo, se isso não te fará feliz.

Mas calma, não é só sair por aí pedindo a conta! Deve-se agir com maturidade, paciência e planejamento, pois as consequências podem ser desastrosas. Ninguém quer ficar sem emprego e ainda com o currículo "queimado". O primeiro passo para uma pessoa que está descontente com seu trabalho é refletir que tipo de trabalho a faria feliz e seguir alguns passos:

1) DEFINA o que você quer trabalhar sem que se sinta torturado diariamente.Não escolha pelo salário. Escolha pelas funções. Feche os olhos e se imagine trabalhando neste novo cargo. É prazeroso? Ou é uma tortura?

2) REESTRUTURE seu currículo de forma que ele tenha foco naquilo que você deseja alcançar.

3) BUSQUE VAGAS em sites de emprego, recursos humanos, jornais, etc. E se sentir que é a vaga certa para você, TENTE. Não desanime. Tente, tente e tente. Exercite sua paciência.

Perceba que até aqui ninguém falou em "chutar o balde" e sair do emprego de uma vez. É necessário planejar e se adaptar a um novo modo de pensar. Você estará definindo seu futuro. Terá de realizar algumas mudanças. Talvez até ganhe menos dinheiro no início. Então, PLANEJAMENTO é fundamental.

Se tudo isto estiver difícil para você e surgirem muitas dúvidas, chegando ao limite no trabalho e sem saber mais para onde correr, se sente esgotado, sem motivação, com medo e inseguro, você pode buscar um psicólogo, onde a psicoterapia irá ajudar a refletir, organizar e decidir quais caminhos tomar. Ache um bom profissional na sua cidade e entre em um processo de psicoterapia que te ajude a superar esta fase.

Lembre-se o investimento mais valioso do mundo é aquele que você faz em si mesmo. Valorize-se.

Desejo sucesso a você.

Rafael Augusto Costa
Psicólogo Clínico
CRP 06 104288